Alessandra Campêlo denuncia apagões no município de Eirunepé

  As constantes quedas no fornecimento de energia elétrica no município de Eirunepé (a 1.159 quilômetros de Manaus) virou pauta na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). O assunto foi levado à tribuna pela deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) nesta quinta-feira (7), em atendimento à demanda do vereador Fred da Civil (PMN), que relatou o problema ao Poder Legislativo. “Entrei em contato hoje com a Amazonas Energia. O vereador Fred da Civil me procurou e falou sobre o apagão. Nas últimas três semanas é praticamente um apagão mesmo, horas e horas a população fica sem energia elétrica em Eirunepé. A cidade está desassistida e eu acabei de fazer uma cobrança da Amazonas Energia, e espero nas próximas 24 horas que a empresa apresente uma solução para que gente possa levar essa boa nova à população de Eirunepé”, disse Alessandra. A vice-presidente da Assembleia Legislativa relatou os prejuízos que os apagões causam aos moradores nas áreas de saúde, educação, comércio e serviços. Alessandra citou que hospitais, UBS’s têm sido bastante afetados, podendo causar estragos de vacinas e outras medicações que precisam ser armazenadas a baixa temperatura. “A população de Eirunepé está sofrendo. Quando falta energia muitas vezes falta água, lugares que são abastecidos por poços artesianos, por exemplo, não conseguem levar água para a população. Além de hospital, UBS’s, vacinas que podem ser estragadas e outras medicações que têm que ficar conservadas a baixa temperatura, comida, comércios perdem seus materiais. A população sofre, pois falta um ventilador, falta uma geladeira para gelar água e guardar os alimentos. A população está sofrendo, desde as crianças até os mais idosos”, concluiu a deputada.     Gabinete da Deputada Alessandra Campêlo (MDB) Texto: Assessoria da Deputada Emanuel Mendes Siqueira (92) 99122-3785 Sala da Comunicação (92) 3183-4589      
07/11/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia